As 3 Fases de um processo de recuperação de dados

  • by

O processo de recuperação de dados de um disco rígido (ou mesmo qualquer outro dispositivo, envolve 3 processos essenciais:

1º – Restauro da funcionalidade do disco
Esta fase é onde se diagnosticam e reparam os dispositivos que não respondem normalmente e que não permitem o acesso aos dados.
É aqui que se resolvem problemas mecânicos (ex: cabeças de leitura), eletrónicos (ex: PCB danificada) ou lógicos (ex: corrupção de partições).

2º – Fase da criação de uma imagem
Nesta fase é onde se tenta criar uma imagem ou duplicação o mais completa possível do disco original para um novo disco.
É aqui que entram em ação os equipamentos profissionais de criação de imagens, como o Deepspar Disk Imager ou o PC3000.
Estes equipamentos não são como os programas que apenas duplicam discos (ex: Acronis, Macrium, Aomei…), mas são equipamentos que lidam com vários tipos de problemas físicos, lógicos ou mesmo de encriptação.
Por vezes esta fase pode levar a vários dias ou até semanas para estar concluida.

3º – Recuperação dos dados
É aqui que se vê o resultado das fases anteriores, onde se pode fazer uma reconstrução do sistema de ficheiros, extrair os dados que o cliente necessita e verificar a integridade do ficheiros recuperados.